Hospedagem em Servidores Linux - Instalação do Apache

2 Instalação do Apache

2.2.1 Instalação do Apache

Alguns comandos, detalhes ou configurações podem mudar nas diversas versões e distribuições Linux.

Pré-requisitos para instalação:

A rede deve estar corretamente configurada e funcionando;

O serviço de DNS deve estar instalado e configurado corretamente.

No sistema operacional utilizado (Ubuntu 7.0) o servidor web (Apache) vem configurado pra rodar uma página de exemplo. Basta digitar no console:

$ sudo apt-get install apache2

$ service apache start

2.2.2 Configuração do Arquivo HTTPD.CONF

Configurando o arquivo httpd.conf, conforme definições em 3 grandes escalas:

Global Environment: diretivas globais do server apache;

Main Server Configuration: configurações do servidor ;

Virtual Server Configuration: configurações de servidores virtuais.

Include /etc/apache2/uid.conf

Include /etc/apache2/server-tuning.conf

ErrorLog /var/log/apache2/error_log

Include /etc/apache2/sysconfig.d/loadmodule.conf

Include /etc/apache2/listen.conf

Include /etc/apache2/mod_log_config.conf

Include /etc/apache2/sysconfig.d/global.conf

Include /etc/apache2/mod_status.conf

Include /etc/apache2/mod_info.conf

Include /etc/apache2/mod_usertrack.conf

Include /etc/apache2/mod_autoindex-defaults.conf

TypesConfig /etc/apache2/mime.types

DefaultType text/plain

Include /etc/apache2/mod_mime-defaults.conf

Include /etc/apache2/errors.conf

Include /etc/apache2/ssl-global.conf

Options None

AllowOverride None

Order deny,allow

Deny from all

AccessFileName .htaccess

Order allow,deny

Deny from all

DirectoryIndex index.html index.html.var

### 'Main' server configuration ##############

Include /etc/apache2/default-server.conf

# A linha abaixo vem descomentada, comente-a para que o

# Apache entenda somente o que foi definido em htttpd.conf

# e default-server.conf

#Include /etc/apache2/sysconfig.d/include.conf

### Virtual server configuration ###################

# Nesta parte apontamos o diretório onde os arquivos

# de configuração dos sites serão armazenados.

Include /etc/apache2/vhosts.d/*.conf

Com o httpd.conf essa configuração é o suficiente para que o servidor suba, (funcione).

2.2.3 Logs de Erro

Acompanhando os logs do apache, executar no console:

$ tail -f /var/log/httpd/access_log

Ver também:

$ /var/log/httpd/error_log

Outros arquivos estarão listados em: /var/log/httpd/

2.2.4 Testando a Configuração

Após a instalação do Apache, deverá ser possível aceder através de um browser aos seguintes recursos:

http://127.0.0.1/

ou

http://localhost/.

2.2.5 Resolvendo o problema de acentuação no Apache

Sempre que salvar uma página como ISO-8859-1 ou mesmo UTF-8, notará que os acentos e caracteres especiais serão substituídos por pequenas interrogações pretas ou caracteres estranhos.

Uma forma de resolver isso é voltar lá para o inicio do desenvolvimento web, e utilizar entities ou codificação ASCII.

Ou alterar o charset padrão do Apache, que é muito mais simples. Abrindo o terminal, e digitar:

#sudo gedit /etc/apache2/apache2.conf

Fazer uma busca por "AddDefaultCharset". Observe que esta linha tem um "#" no início. Isto significa que ela está comentada. Descomentá-la, salvar o arquivo e reiniciar o Apache.

Os problemas de acentuação serão resolvidos. Lembrar sempre de salvar os arquivos como ISO-8859-1 ou ISO-8859-15, que é a codificação para idiomas latinos.

2.3 PHP

2.3.1 Visão Geral

É uma linguagem de programação de computadores interpretada, livre e muito utilizada para gerar conteúdo dinâmico na World Wide Web. PHP é uma poderosa linguagem orientada a objetos.

Com as primeiras 2 versões de PHP, PHP 3 e PHP 4, conseguiram uma plataforma potente e estável para a programação de páginas do lado do servidor. Estas versões serviram muito de ajuda para a comunidade de desenvolvedores, tornando possível que PHP seja a linguagem mais utilizada na web para a realização de páginas avançadas.

Entretanto, ainda existiam pontos negros no desenvolvimento de PHP que trataram de solucionar com a versão 5, aspectos que fizeram falta na versão 4, quase desde o dia de seu lançamento. Referimo-nos principalmente à programação orientada a objetos (POO) que, apesar de estar suportada a partir de PHP3, só implementava uma parte muito pequena das características deste tipo de programação.

A orientação a objetos é uma maneira de programar que trata de modelar os processos de programação de uma maneira próxima à realidade: tratando a cada componente de um programa como um objeto com suas características e funcionalidades.

O principal objetivo de PHP5 foi melhorar os mecanismos de POO para solucionar as carências das versões anteriores. Um passo necessário para conseguir que PHP seja uma linguagem apta para todo tipo de aplicações e meios, inclusive os mais exigentes.

2.3.2 Instalando PHP

O download do PHP pode ser feito pelo site “http://www.php.net”

A instalação básica do PHP4 e do PHP5 são iguais.

Depois de baixar os fontes, descompacte-os:

# tar zxfv php-xxx.tar.gz

# cd php-xxx (xxx é substituído pela versão a escolhida)

Esta linha apenas cria integração com o Apache e informa que o php.ini (arquivo de configuração do PHP) ficará na pasta /etc:

# ./configure --with-apxs2=/usr/local/apache2/bin/apxs --with-config-file-path=/etc/

# make && make install

O arquivo php.ini deve ser copiado para a pasta /etc da seguinte forma:

# cp php.ini-dist /etc/php.ini

O PHP foi instalado.

Outra opção para instalar o PHP, é digitar no terminal:

#sudo apt-get install php4v

É necessário digitar sua senha de administrador e depois o Apache terá de ser reiniciado, com o seguinte comando:

#sudo /etc/init.d/apache2 restart

Para trabalhar com PHP 5, basta trocar o 4 de "php4". Poderá ser instalado o PHP 5 juntamente com o 4 sem ter conflito. Basta adicionar "php5" na linha cima, separando as palavras por pacote:

#sudo apt-get install php4 php5

2.3.3 Configurando o PHP

Após a instalação, é necessário configurar e ativar o PHP no arquivo de configuração do Apache.

Abra o arquivo com algum editor de texto, por exemplo, o VI:

# vi /usr/local/apache2/conf/httpd.conf

Verificar se a linha abaixo foi incluída corretamente:

LoadModule php5_module

modules/libphp5.so

Esta linha carrega o módulo do PHP no Apache, geralmente ela é adicionada sozinha.

A próxima linha serve para identificar as páginas iniciais. É daí quem vem os famosos "index.html":

DirectoryIndex index.html index.html.var

Para configurar o Apache para abrir os index.php sozinho, configurar da seguinte forma:

DirectoryIndex index.php index.html index.html.var

O Apache procura os arquivos para mostrar, a linha seguinte mostra onde buscar HTML e PHP:

DocumentRoot "/usr/local/apache/htdocs"

Finalmente adicionar a seguinte linha no final do arquivo:

AddType application/x-httpd-php .php

Reiniciar o Apache

# /usr/local/apache/bin/apachectl stop

# /usr/local/apache/bin/apachectl start

Na continuação: Rodando e Testando o PHP.

Leia mais ARTIGOS SOBRE HOSPEDAGEM DE SITES...